Geomorfologia estrutural e compartimentação geomorfológica obtidas através de dados aeromagnéticos e SRTM na porção Oeste do Batólito Ipojuca-Atalaia, Província Borborema, Nordeste do Brasil

Autores

DOI:

https://doi.org/10.21814/physisterrae.3525

Palavras-chave:

Modelo digital do terreno (MDT), Amplitude do sinal analítico (ASA), Primeira derivada vertical (DZ), Compartimentação geomorfológica

Resumo

O uso e interpretação de dados e imagens obtidos através de sensores remotos permitem importantes aplicações nas geociências. Neste artigo, foram utilizados dados aeromagnéticos e SRTM (Shuttle Radar Topography Mission) com resolução de 30 metros para, respectivamente, capturar indicadores geológicos e geomorfológicos na porção oeste do Batólito Ipojuca-Atalaia. Técnicas de geoprocessamento foram utilizadas para correlacionar os fatores geológicos e geomorfológicos e como produto final obter a compartimentação geomorfológica da área. Para tanto, aplicou-se as metodologias de extração da hipsometria, grau de declividade, imagem sombreada e drenagem no MDT (modelo digital de terreno) do SRTM, além dos filtros da amplitude do sinal analítico (ASA) e da primeira derivada vertical (DZ) nos dados aeromagnéticos. Como resultado foi possível distinguir nove compartimentos geomorfológicos distintos, enquadrados em cinco categorias de acordo com os processos geológico-geomorfológicos dominantes na região, sendo elas a cimeira estrutural, os planaltos, o pediplano, o pedimento e as planícies. A compartimentação da área auxiliou o entendimento dos processos ocorridos e atuantes na porção oeste do Batólito Ipojuca-Atalaia e como o regime tectônico atua como agente primário na evolução do relevo na região.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografias Autor

Sanmy Silveira Lima, Universidade Federal de Pernambuco

Doutorando no Programa de Pós-graduação em Geociências, Universidade Federal de Pernambuco, Brasil.

Gabriela Menezes Almeida, Universidade de Brasília

Doutoranda no Programa de Pós-graduação em geologia da Universidade de Brasília, Distrito Federal.

Referências

Almeida, T. Souza Filho, C. R., Abreu, F. R., Crósta, A. P. (2003). Modelo exploratório para a prospecção de depósitos de Zn-Pb utilizando dados de alta resolução espacial e espectral do sensor GEOSCAN MKII: estudo de caso no depósito Salobro, Porteirinha (MG). Rev. Bras. Geoc., 33, 5-16.

Almeida, G. M., Fuck, R. A., Lima, D. P. D., Dantas, E. L., 2021. Accretion tectonics in western Gondwana highlighted by the aeromagnetic signature of the Sergipano belt, NE Brazil. Tectonophysics 802 (228742). https://doi.org/10.1016/j.tecto.2021.228742

Araújo, T. C. M., Santos, R. C. A. L., Seoane, J. C. S., Manso, V. A. V. (2012). Erosão e progradação do litoral brasileiro-Alagoas. Brasilia: Ministério do Meio Ambiente, 475p.

Baranov, V. (1957). A new method for interpretation of aeromagnetic maps: pseudo‐gravimetric anomalies. Geophysics, 22, 359–383.

Baranov, V., Naudy, H. (1964). Numerical Calculation of the Formula of Reduction to the Magnetic Pole. Geophysics, 29, 67-79.

Barbosa, L. M. (1985).Quaternário costeiro do estado de Alagoas: Influências das variações do nível do mar. Dissertação de mestrado em geologia, UFBA, 58p.

Batista, C. T., Veríssimo, C. U. V., Amaral, W. S.(2014). Levantamento de feições estruturais lineares a partir de sensoriamento remoto – uma contribuição para o mapeamento geotécnico na Serra de Baturité, Cerá. Geologia USP, Série Cientifica, 14, 67-82.

Braga, B., Hespanhol, I., Conejo, J. G. L., Mierzwa, J. C., Barros, M. T. L., Spencer, M., Porto, M., Nicci, N., Juliano, N., Eiger, S. (2002). Introdução a Engenharia Ambiental. São Paulo: PearsonPrenticeHall, 318p.

Brito Neves, B., Silva Filho, A. (2019). Superterreno Pernambuco-Alagoas (PEAL) na Província Borborema: ensaio de regionalização tectônica. Geologia USP. Série Científica, 19(2), 3-28.

Büdel, J. (1982). Climatic geomorphologie. Tradução de Fischer e Busche. New Jersey: Princenton University Press, 443p.

Camolezi, B. A., Fortes, E., Manieri, D. D. (2012). Controle estrutural da rede de drenagem com base na correlação de dados morfométricos e morfoestruturais: O caso da bacia do ribeirão São Pedro - Paraná. Revista Brasileira de Geomorfologia, 13(2), 201-211.

Carrino, T. A., Souza Filho, C. R., Leite, E. P. (2007). Avaliação do uso de dados aerogeofísicos para mapeamento geológico e prospecção mineral em terrenos intemperizados: o exemplo de Serra Leste, província mineral de Carajás. Rev. Bras. Geof., 25(3), 307-320.

Cavalcanti, L. C. S. (2014) Cartografia de paisagens: Fundamentos. São Paulo: Oficina de Textos, 95p.

Chiang, C. L. (1987). A geologia estrutural do estado do Rio de Janeiro, vista através de imagens MSS do Landsat. In: SIMPÓSIO DE GEOLOGIA, 1987, Rio de Janeiro. Resumo expandido... Rio de Janeiro: SBG, Núcleo RJ-ES, 164-168.

Chiang, C. L. (1984) Análise estrutural de lineamentos em imagens de sensoriamento remoto: aplicação ao estado do Rio de Janeiro. São Paulo, 157 f. Tese (Doutorado) – Instituto de Geociências, Universidade de São Paulo.

Christofoletti, A. (1980). Geomorfologia, São Paulo: Edgard Blücher.

Cordeiro, B. M., Facincani, E. M., Paranhos Filho, A. C., Bacani, V. M., Assine, M. L. (2010). Compartimentação geomorfológica do leque fluvial do Rio Negro, borda sudeste da Bacia do Pantanal (MS). Revista Brasileira de Geociências, 40(2), 175-183.

Côrrea, A. C. B., Tavares, B. A. C., Monteiro, K. A., Cavalcanti, L. C. S., Lira, D. R. (2010). Megamorfologia e morfoestrutura do Planalto da Borborema. Revista do instituto geológico, 31, 35-52.

Crósta, A. P., Souza Filho, C. R., Azevedo, F., Brodie, C. (2003). Targeting key alteration minerals in epithermal deposits in Patagonia, Argentina, using ASTER imagery and principal component analysis. International Journal of Remote Sensing, 24, 4233–4240.

Dantas, E. L., Silva, A. D., Almeida, T., Moraes, E. (2003). Old geophysical data apllied to modern geological mapping problems: a study case in Seridó Belt, NE Brazil. Revista Brasileira de Geociências, 33, 65-72.

Drury, S. (2001). Image interpretation in geology. Cheltehan: Nelson Thornes Ltd., 290p.

Duncan, C., Masek, J., Fielding, E. (2003). How steep are the Himalaya? Characteristics and of along-strike topographic variations. Geology, 31, 75–78.

Frasca, A. S. (2015). Amálgamas do W-Gondwana na Província Tocantins. Tese de Doutorado. Universidade de Brasília. 172p.

Guimarães, I. P., Silva Filho, A. F., Almeida, C. N., Van Schmus, W. R., Araújo, J. M. M.,Melo, S. C., Melo, E. B. (2004). Brazilian (Pan-African) granitic magmatism in the Pajeu–Paraiba belt, northeast Brazil: an isotopic and geochronological approach. Precambrian Research 135, 23–53.

Herz, R., De Biasi, M.(1989). Critérios e legendas para macrozoneamento costeiro. Ministério da Marinha/ Comissão Interministerial para os Recursos do Mar. Brasília: MM.

Hooke, J. M. (2016). Morphological impacts of flow events of varying magnitude on ephemeral channels in a semiarid region. Geomorphology, 252, 128-143.

Horton, R. E. (1945). Erosional development of drainage basins: hydrophysical approach to quantitative morphology. Geol. Soc. Amer. Bull., 56, 275-370.

Joshi, P. N., Maurya, D. M., Chamyal, L. S. (2013). Morphotectonic segmentation and spatial variability of neotectonic activity along the Narmada–Son Fault, Western India: Remote sensing and GIS analysis. Geomorphology, 180-181, 292–306.

Lima, D. L. S., Bastos, F. H., Cordeiro, A. M. N., Maia, R. P. (2019) Geomorfologia granítica do Maciço de Uruburetama, Ceará, Brasil. Revista Brasileira de Geomorfologia. 2, 373-395.

Lima, S. S., Almeida G. M. (2021) Reflectância espectral e caracterização dos plútons da porção Oeste do Batólito Ipojuca-Atalaia, Provincia Borborema, Nordeste do Brasil. Brazilian Applied Science Review, 5(5), 1971-1989. https://doi.org/10.34115/basrv5n5-001

Lima, S. S., Almeida, J. A. P., Siqueira, J. B. (2017a). Geoprocessamento Aplicado ao estudo de estruturas lineares na Bacia Hidrográfica do Rio Japaratuba, Sergipe, Brasil. Estudos Geológicos, 27(1), 159-170. https://doi.org/10.18190/1980-8208/estudosgeologicos.v27n1p159-170

Lima, S. S., Almeida, J. A. P., Siqueira, J. B. (2017b). Sensoriamento Remoto e Geoprocessamento aplicados ao estudo geológico-geomorfológico da Bacia Hidrográfica do Rio Japaratuba, Sergipe - Brasil. Revista Geonordeste, 1, 203-214. https://doi.org/10.33360/RGN.2318-2695.2017.i1.p.203-214

Lima, S. S. (2020). Levantamento de drenagem e de feições estruturais através de técnicas de geoprocessamento na microrregião de Boquim, Sergipe. Brazilian Journal of Development, 6, 81908-81922. https://doi.org/10.34117/bjdv6n10-572

Lima, S. S., Silva Filho, A. F., Guimarães, I. P., Farias, D. J. S., Almeida, G. M. (2021). Aerogeophysical systematics applied to the geological reconnaissance of the Eastern Pernambuco-Alagoas Domain, Borborema Province: The Ipojuca-Atalaia Batholith. Journal of South American Earth Sciences, 112, 103628. https://doi.org/10.1016/j.jsames.2021.103628

Lollo, J. A. (1995). O uso da técnica de avaliação do terreno no processo de elaboração do mapeamento geotécnico: sistematização e aplicação na quadricula de Campinas. Escola de Engenharia de São Carlos. Universidade de São Paulo. São Carlos, Brasil. Tese Doutorado em Geotecnia. 267p.

Martins, E. P. (2018). Análises geométrica e cinemática meso-microscópica das zonas de cisalhamento Palmeira dos Índios e Jacaré dos Homens: significância geodinâmica destas estruturas para a zona de limite entre o Domínio Pernambuco-Alagoas e a Faixa Sergipana. Dissertação de Mestrado – Programa de Pós-graduação em Geociências UFPE. 154 p.

Martins-Ferreira, M. A. C., Campos, J. E. G. (2017). Compartimentação geomorfológica como suporte para estudos de evolução geotectônica: aplicação na região da Chapada dos Veadeiros, GO. Revista Brasileira de Geomorfologia, 18(3), 501-519.

Mendes, V. A., Brito, M. F. L., Paiva, I. P. (2008). Programa Geologia do Brasil-PGB. Arapiraca. FolhaSC.24-X-D. Estados de Alagoas, Pernambuco e Sergipe. Mapa Geológico .Recife: CPRM, 2009, 1mapa, color, 112,37 cmx 69,42 cm. Escala - 1 :250.000.

Mendes, V. A., Lima, M. A. B., Morais, D. M. F. (2010) Programa Geologia do Brasil-PGB. Geologia e Recursos Minerais do Esta do de Alagoas. Texto explicativo. Recife: CPRM - Serviço Geológico do Brasil. 113p.

Menges, C. M. (1990). Late Quaternary fault scarps,mountain-front landforms, and Pliocene–Quaternary segmentation on the range-bounding fault zone, Sangre de Cristo Mountains, New Mexico. In: Krinitzsky, E.L., Slemmons, D.B. (Eds.), Neotectonics in Earthquake Evaluation. Reviews in Engineering Geology, vol. 8. Geological Society of America, Boulder, Colorado, p. 131–156.

Migón, P. (2006). Geomorphological landscapes of the world: granite landscapes of the world. New York: Oxford University Press Inc., 417p.

Milligan, P. R.; Gunn, P. J. (1997). Enhancement and presentation of airborne geophysical data. AGSO Journal of Australian Geology and Geophysics, 17, 63-75.

Monteiro, K. A., Corrêa, A. C. B. (2020). Application of morphometric techniques for the delimitation of Borborema Highlands, northeast of Brazil, eastern escarpment from drainage Knick-points. Journal of South American Earth Sciences, 103.

Moura, A. C. M., Freire, G. J., Oliveira, R. Santana, S., Pereira, M., Soares, A. M., Voll, V. L. (2009). Geoprocessamento no apoio a políticas do programa Vila Viva em Belo Horizonte-MG: Intervenções em assentamentos urbanos precários. Revista Brasileira de Geomorfologia, 61(2), 177-188.

Nascimento, P. T. S., Xavier, R. A. (2010). Análise pluviométrica do estado de Alagoas. Anais... 1º SIMAGA - Simpósio Alagoano de Gestão Ambiental, Arapiraca-AL, Brasil, UNEAL, p. 11-19.

Oliveira, R. G. (2008). Arcabouço geofísico, isostasia e causas do magmatismo cenozóico da Província Borborema e de sua Margem Continental (NE do Brasil). Tese (Doutorado). Natal: Centro de Ciências Exatas e da Terra – UFRN.

Pinotti, A. M., Carneiro, C. D. R. (2013). Geologia Estrutural na previsão e contenção de queda de blocos em encostas: aplicação no Granito Santos, SP. Terrae Didatica, 9(2), 132-168.

Reeves, R. G., Anson, A., Landen, D. (1983). Manual of Remote Sensing. Falls Church: American Society of Photogrammetry, 2440 p.

Ros, D., Borga, M. (1997). Use of Digital Elevation Model Data for the Derivation of the Geomorphological Instantaneous Unit Hydrograph. Hydrological Processes, v. 11, n. 1, p.13-33.

Rosa, R. (2005) Geotecnologias na geografia aplicada. Revista do departamento de geografia USP, 16, 81-90.

Santos, L. C. M. L., Dantas, E. L., Vidotti, R., Cawood, P., Santos, E., Fuck, R., Lima, H. (2017). Two-stage terrane assembly in Western Gondwana: Insights from structural geology and geophysical data of central Borborema Province, NE Brazil. Journal of Structural Geology, 103, 167-184. https://doi.org/10.1016/j.jsg.2017.09.012

Silva Filho, A. F., Guimarães, I. P., Santos, L., Armstrong, R., Van Schmus, W. R. (2016). Geochemistry, U-Pb geochronology, Sm-Nd and O isotopes of ca. 50 Ma long Ediacaran High-K Syn-Collisional Magmatism in the Pernambuco Alagoas Domain, Borborema Province, NE Brasil. Journal of South American Earth Sciences, 68, 134-154.

Silva Filho, A. F., Guimarães, I. P., Silva, J. M. R., Osako, L., Van Schmus, W. R., Cocentino, L., Verde, V. V. (2006). Sm-Nd isotopic mapping and tectonic setting of Proterozoic metamorphic successions, orthogneisses and Neoproterozoic granites from the PEAL massif and its relevance for the crustal evolution of the Borborema Province, In: CONGRESSO BRASILEIRO DE GEOLOGIA, Aracajú, Brazil, Abstract, 20 p. 1 CD-ROM.

Silva Filho, A. F., Guimarães, I. P., Van Schmus, W. R. (2002). Crustal evolution of the Pernambuco–Alagoas complex, Borborema Province, NE Brazil, Nd isotopic data from Neoproterozoic granitoids. Gondwana Research, 5, 409–422.

Silva Filho, A. F., Guimarães, I. P., Van Schmus, W. R., Armstrong, R., Silva, J. M. R., Osako, L., Concentino, L., Lima, D. (2014). SHRIMP U-Pb zircon geochronology and Nd signatures of supracrustal sequences and orthogneisses constrain the Neoproterozoic evolution of the Pernambuco-Alagoas domain, southern part of the Borborema Province, NE Brazil. Int. J. Earth Sci., 21, 2155-2190.

Soares, P. C., Fiori, A. (1976). Lógica e sistemáticana análise e interpretação de fotografias aéreas em geologia. Notícias Geomorfológicas, Campinas,16(32), 71-104.

Souza Filho, C. R., Crosta, A. P. (2003). Geotecnologias aplicadas à Geologia. Revista Brasileira de Geociências, 33, 1–4.

Souza, J. O. P; Corrêa, A. C. B. (2012) Sistema fluvial e planejamento local no semiárido. Mercator, Fortaleza, 11(24), 149-168.

Souza-Junior, M. A. (1998) Sensoriamento Remoto Aplicado no Estudo de Estruturas Geológicas com Ocorrências de Depósitos Minerais, na Porção Centro-norte do Estado da Paraíba. São José dos Campos, 122 p. Dissertação (Mestrado em Sensoriamento Remoto) – Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais.

Tavares, B. A. C., Corrêa, A. C. B., Lira, D. R., Cavalcanti, L. C. S. (2014). Compartimentação geomorfológica e morfotectônica do Gráben do Cariatá, Paraíba, apartir do imageamento remoto. Revista Brasileira de Geomorfologia, 15(4), 523-538.

Toteu, S. F., Van Schmus, W. R., Penaye, J., Michard, A. (2001). New U-Pb and Sm-Nd data from north-central Cameroon and its bearing on pre-Pan African history of central Africa. Precambrian Research, 108, 45-73.

Trompette, R. (1994). Geology of Western Gondwana, Pan-african-brasiliano: Aggregation of South America and Africa. A.A. Balkema, Rotterdam, 350 p.

Twidale, C. R., Campbelle, M. (1992). On the Origin of pedestal rocks. Zeitschrift für Geomorphologie, 36, 1-13.

Twidale, C. R, Romaní, J. R. V. (2005). Landforms and Geology of Granite Terrains. Boca Ratón, USA: CRC Press. 362 p.

Van Schmus, W. R., Kozuch, M., Brito Neves, B. B. (2011). Precambrian history of the Zona Trasnversal of the Borborema Province, NE Brazil; Insights from Sm-Nd and U-Pb geochronology. Journal of South American Earth Sciences, 31, 227-252.

Van Schmus, W. R., Brito Neves, B. B., Hackspacher, P. C., Babinski, M. (1995). U/Pb and Sm/Nd geochronologic studies of the eastern Borborema Province, Northeast Brazil: initial conclusions. Journal of South American Earth Sciences, 8, 267-288.

Van Schmus, W. R., Oliveira, E. P., Silva Filho, A. F., Toteu, F., Penaye, J., Guimarães, I. P. (2008). Proterozoic links between the Borborema province, NE Brazil, and the central African fold belt. Geolical Society of London, 294, 66-69.

Downloads

Publicado

31-12-2021

Edição

Secção

Geomorfologia e Dinâmicas Superficiais